.

Entretenimento

Spotify: Grupo de usuários vai ser escolhido pelo aplicativo para receber R$400 por quatro meses

Publicado

em

Spotify-Grupo-de-usuários-vai-ser-escolhido-pelo-aplicativo-para-receber-R-400-por-quatro-meses-.png

Em meia a pandemia do novo coronavírus, as empresas públicas e privadas resolverão dar início a programas que podem ajudar os brasileiros em suas mais distintas áreas. Assim os impactos da crise são enormes e afeta setores da economia, inclusive de entretenimento. Portanto, lembrando disso, na quarta-feira (29) foi divulgado mais uma ajuda aos artistas. Assim, a União Brasileira de Compositores (UBC) e o Spotify fizeram o fundo “Juntos Pela Música”.

Assim sem shows, os profissionais da música também vão ser afetados de uma forma negativa com o adiamento ou cancelamento de  eventos que foram programados para esse período. Dessa maneira, a crise causou uma paralisação completa no setor de eventos.

Segundo o comunicado que foi divulgado à imprensa pela equipe do Spotify, o fundo “Juntos pela Música” é composto por R$ 1 milhão, assim, sendo doado da mesma forma entre os componentes do projeto. Portanto, a ajuda vai ser repassada para artistas com dificuldades financeiras.

Assim, o valor vai ser de R$ 400 e entregue em quatro parcelas mensais. Portanto, para conseguir o benefício é preciso que o interessado seja filiado à UBC, seja pessoas físicas e microempreendedores individuais.

Continuando

No entanto, a ajuda visa os artistas musicais que foram afetados pela proibição da realização de eventos, que também afetou a fonte de renda de milhares de pessoas. Dessa maneira, aqueles que não tiverem abrangência nacional, mas que costumam se apresentar e bares, restaurantes, casamentos e eventos corporativos.

Assim, o cadastro pode ser feito através do  site da campanha.  Quando entrar, o interessado deve preencher dados pessoais, como o nome completo e CPF, e também responder a um questionário justificando a necessidade do auxílio.

Além do que é preciso, o profissional deve também receber um mínimo de R$ 800 e um máximo de R$ 12 mil da UBC em direitos autorais em 2019 e ter filiação de no mínimo um ano com à UBC.

Portanto, até o momento, mais de 140 artistas já conseguiram a primeira parcela do auxílio. Em números gerais, mais de 800 já se cadastraram pedindo o acesso ao programa, que vai depender das doações do público para chegar a mais artistas em situação de vulnerabilidade.

Assim, os grandes músicos que estão usando esse período da quarentena para produzir as chamadas lives, shows ao vivo transmitidos por plataformas na internet. No YouTube, por exemplo, o dono do canal consegue receber por visualização, por isso, não tem prejuízos muito grande.

Destaque